verbosdinamicos

Muitos de vocês já devem ter visto e ouvido o slogan do Mcdonalds “AMO MUITO TUDO ISSO”, certo? Alguns de vocês devem também saber que o slogan original em inglês é “I’m loving it”, ok? O que talvez pouca gente saiba é que este slogan causou muita polêmica quando foi lançado em 2003. Esta polêmica aconteceu porque, em termos gramaticais, “I’m loving it” está errado, o correto seria “I love it”, mas é bem provável que esta segunda opção não tivesse o mesmo apelo publicitário que “I’m loving it” tem até hoje!

…mas porque “I’m loving it” está errado?

No que se refere a significado, os verbos em Inglês podem ser classificados em duas categorias:  verbos estáticos (stative verbs) e verbos dinâmicos (dynamic verbs). Para entender a diferença, vou explicar cada um deles:

Dynamic Verbs – verbos dinâmicos

Também conhecidos como action verbs, descrevem ações que executamos, coisas que acontecem e muitas vezes tem conotação de movimento. Os verbos dinâmicos podem ser usados em todos os tempos verbais, pois as ações podem indicar começo e fim.

Exemplos:

       Mario plays football with his friends every weekend.

       Mario can’t answer the phone now because he’s playing football.

       It rains a lot in the summer in Brazil.

       Take an umbrella with you, it is raining.

Não existe uma lista completa de verbos dinâmicos, pois eles representam a maioria. Portanto, é sempre importante observar a “ideia” do verbo para decidir se é algo possível de delimitar ou não.

 

ALGUNS VERBOS DINÂMICOS

build, buy, cook, drink, eat, fix, go, grow, jump, listen, mix, narrate, organize, read, record, say, sell, sing, speak, talk, travel, type, watch, work, write

 

Stative Verbs – verbos estáticos

Também conhecidos como non-action verbs, descrevem estados, sentimentos, sensações, ou seja, situações que não mudam ou mudam muito lentamente, por exemplo: algo em que você acredita, pensa, possui ou algo que simplesmente existe. Os verbos estáticos geralmente transmitem ideia de percepção, conhecimento ou relação entre as coisas e por esta razão não são usados nos tempos verbais progressivos (contínuos). Em outras palavras, não podem ser usados em nenhuma combinação de to be + ING.

Exemplos:

I absolutely love milk chocolate but I hate dark chocolate.

Agnostic people believe that it isn’t possible to know if God exists or not.

Atheists believe that there is no God.

This box contains 150 tissues.

 

ALGUNS VERBOS ESTÁTICOS

agree, appear, be, believe, belong, contain, consist, depend, deserve, feel, forget, hate, have, hear, know, like, love, mean, need, own, prefer, remember, smell, see, think, understand, want, wish.

 

Verbos estáticos e dinâmicos ao mesmo tempo

Alguns verbos podem ser considerados estáticos ou dinâmicos, dependendo do contexto, ou seja, em alguns casos eles vão ser considerados dinâmicos e em outros, assumirão a característica estática.

Veja alguns casos:

1 – Verbo to be

Geralmente usado como verbo estático:

She’s an excellent pediatrician. (Ela é uma ótima pediatra)

Assume o caráter dinâmico quando significa “comportar-se” ou “agir”, podendo assim ser usado na forma contínua:

Stop with this, you’re being ridiculous! (Pare com isso, você está sendo ridículo!)

 

2 – Verbo HAVE

Geralmente usado como verbo estático, significando ter ou possuir.

He has two brothers and one sister. (Ele tem dois irmãos e uma irmã).

Assume o caráter dinâmico quando seguido de um complemento que muda o significado original.

She can’t talk right now, she’s having lunch. (Ela não pode falar agora, ela está almoçando.)

 

3 – Verbo THINK

Geralmente usado como verbo estático quando você diz a sua opinião sobre um determinado assunto:

I think everybody should start working at the age of 16. (Eu acho que todos deveriam começar a trabalhar aos 16 anos.)

Quando a ideia é planejar algo, ele pode ser usado como um verbo dinâmico:

I’m thinking about travelling to Spain on my next vacation. (Estou pensando em viajar para a Espanha nas minhas próximas férias.)

 

ALGUNS VERBOS ESTÁTICOS E DINÂMICOS

feel, mind, look, remember, see, taste, smell, sound

 

Voltando para a nossa pergunta original, no caso do slogan do Mcdonalds, “I’m loving it!” seria gramaticalmente errado. Porém, a publicidade, assim como a poesia e a música, usa de recursos diversos para comunicarem e enfatizarem uma ideia, de forma que estes desvios linguísticos são comuns e muitas vezes conhecidos como “licença poética”. Portanto, da próxima vez que viajar e se deparar com este slogan, não estranhe! Just love it!