Hi folks!

Bem, uma questão que causa bastante dificuldade aos alunos é a presença do famigerado dígrafo “th”. Como sabemos, a língua falada é composta por fonemas (unidades mínimas de sons) que se juntam para formar as palavras, entretanto, muita gente desconhece a existência de sons diferentes em línguas diferentes. Esse é um dos grandes problemas que giram em torno do “th”.

De acordo com o IPA (International Phonetics Alphabet), o “th” pode ter os sons /ð/ ou /θ/ , que não existem em Português, portanto, não dá para comparar com nenhuma palavra que vocês conheçam.

O som /θ/é produzido com a língua levemente posicionada entre os dentes sem que vibrem as cordas vocais. Exemplos: strength /strɛŋkθ/; three /θriː/ou thanks /θæŋks/.

Por não haver vibração das cordas vocais, o som é produzido na boca então você nota que sem querer você sopra na hora de produzir o som.

Já o /ð/ é produzido da mesma forma que o som anterior, entretanto, as cordas vocais vibram durante a pronúncia. Ex.: these/ðiz/;  those /ðoʊz/  ou there /ðɛr/.

Clique na imagem  para visualizar a posição da língua para cada som produzido

É importante conhecer e saber produzir corretamente esses sons, pois, em alguns casos, o significado da palavra depende da pronúncia. Ex.: θæŋks X tæŋks = Thanks X Tanks ou θri X tri = Three e Tree

Não existe receita mágica, tem que praticar! Clique no link, ouça com atenção e pratique os sons.

Boa sorte!