series

Assistir séries em inglês é, sem dúvida, uma das formas mais baratas e eficazes de se aprender inglês. Tenho certeza que algum professor já o aconselhou a fazer isso e se por algum motivo você ainda não entendeu o porquê de tanta insistência, está na hora de você entender as vantagens e melhoras que elas podem trazer. Vejamos:

NO GERAL

As séries podem ser consideradas uma forma de IMERSÃO no idioma, pois, aos poucos, você se acostuma a só ouvir em inglês e, sem perceber, começa a “pensar” também em inglês, de uma forma bem natural e principalmente divertida. Além disso, é bastante comum se acostumar com a personalidade de certos personagens a ponto de conseguirmos até mesmo antecipar o que vão dizer em determinadas cenas (e tudo em inglês, claro!).

VOCABULÁRIO

O vocabulário das séries é bem mais realista e atualizado que o vocabulário dos livros didáticos usados para estudar inglês. Os diálogos são mais parecidos com aqueles que gostaríamos de manter no dia a dia, ricos em expressões idiomáticas e gírias mais modernas. Expressões como “are you fucking kidding me?” (você tá de zoeira comigo?) dificilmente aparecerão no seu livro, e são suuuuuper comuns em séries (e na vida real).

LISTENING

A melhor forma de melhorar o seu listening é ouvindo inglês todos os dias. E nada melhor que ouvir o inglês real, falado em ritmo natural, com todas as junções de palavras que são comuns aos falantes nativos. Claro que no começo é meio difícil de entender, mas a insistência é que vai tornar a compreensão mais fácil.

PRONÚNCIA

Quanto mais você ouve inglês, melhor você pronuncia! Isto acontece porque você acostuma o ouvido com a pronúncia e entonação correta e tende a tentar imitar os seus atores favoritos. Quando você não ouve muito inglês, tem uma tendência a “aportuguesar” a pronúncia e fica aquela “fala pesada”, meio estranha e muitas vezes até incompreensível.

GRAMÁTICA

Se você entende as regras dos verbos mas não consegue lembrar na hora de falar, se tem dificuldades de se lembrar da preposição das palavras nas orações e se também se enrola todo(a) ao tentar lembrar o passado dos verbos irregulares… assistir séries também pode ajudá-lo com isso! Na língua portuguesa não “pensamos” antes de montar as frases porque ouvimos português todos os dias. O mesmo também pode acontecer com o inglês, desde que você se exponha ao idioma todos os dias.

 COMO ASSISTIR ÀS SÉRIES

Eu aconselho que, quem ainda é iniciante, escolha uma série e comece a assisti-la a partir do 1º episódio da 1ª temporada e faça uma sequência, assistindo a, pelo menos, um episódio todos os dias.  O efeito não será o mesmo se você assistir a quatro episódios em um dia e ficar uma semana sem assistir nada, pois, para fazer efeito, o que conta é a repetição e a constância.

Veja o roteiro que eu sugiro:

  1. Eu sugiro que o aluno comece assistindo toda a série com áudio em inglês e legenda em português. Sei que alguns alunos se espantam, mas isso é importante para que você entenda a estória e acostume o ouvido aos poucos.
  2. Ao terminar de assistir a todas as temporadas e a todos os episódios da série, comece a assistir novamente a mesma série, desta vez com áudio e legenda em inglês. Dessa forma, você já conhece a estória e vai tentar associa-lá ao que você lê e ao que você ouve em inglês.
  3. Por último, recomece a assistir tudo novamente, mas dessa vez, apenas com áudio em inglês e sem legenda. Como você já lembra da estória, o foco agora será no áudio e na pronúncia.

Em todos os casos, é interessante manter um caderninho para anotar as palavras novas e até mesmo dicas de pronúncia.

Como vocês viram, as vantagens de se assistir séries são muitas, sem falar que é superdivertido. Para quem não tem este hábito, vale a pena começar a cultiva-lo, pois séries ajudam não apenas na aquisição do idioma, mas também na manutenção do mesmo. E se você tem preguiça só de pensar em assistir a uma série, uma motivação extra para você: como professora, tenho observado que quem assiste séries TODOS OS DIAS consegue concluir os níveis bem mais rapidamente que alunos que não assistem ou assistem esporadicamente, encurtando assim o tempo necessário para chegar a tão sonhada fluência. Maravilha, não acha?