conversaçãoEu tenho observado que ultimamente, mais e mais alunos tem me procurado querendo ter apenas “aulas de conversação”. Mas o que exatamente torna uma aula de conversação eficiente para o aluno?

Como funcionam as minhas aulas de conversação?

Em minhas aulas voltadas para “destravar a língua” eu costumo trabalhar os seguintes skills: listening, reading, speaking e writing.

  1. Primeiramente, eu escolho um texto que venha acompanhado de áudio (mais ou menos com duração de 5 minutos). Coloco este  áudio  para o aluno ouvir (sem ter  mencionado qual será o assunto). Em seguida, eu pergunto para ele o que ele pôde compreender só com o listening.
  2. A segunda etapa é dar ao aluno este mesmo texto por escrito e pedir que ele o leia. Na sequência pergunto se houve uma melhora na compreensão agora que ele teve acesso ao texto escrito, e que diferença que ele sente em relação a só ouvir e a só ler.
  3. A terceira parte do exercício é fazer com que o aluno ouça novamente o áudio acompanhado do texto escrito. Peço que ele preste atenção na pronúncia das palavras procurando identificar as palavras que ele pronuncia errado. Peço também que tome nota de suas dúvidas em relação ao vocabulário e a forma gramatical utilizados no texto.
  4. A  penúltima fase da aula é a conversação. Esta é a hora do aluno soltar o verbo e falar tudo que entendeu sobre o texto em inglês. Eu, enquanto professora, fico atenta para corrigir posteriormente os possíveis erros e também para auxilia-lo a construir frases mais complexas.
  5. O último passo é o homework (tarefa de casa),  no qual é pedido ao aluno que escreva uma redação sobre o assunto que foi tratado em aula. A redação é importante, pois é na redação que o professor consegue identificar os erros gramaticais cometidos pelos alunos e assim poderá esclarecê-los.

Espero ter ajudado tanto alunos como professores que queiram novas ideias para a prática das aulas de conversação em inglês.

Amandy Gibbons